Um templo para a arte moderna.

01.04.2015 | em atualidades

templo1templo2templo3templo4templo6templo5

O sóbrio Museu Stedelijk, espaço dedicado à arte moderna na cidade holandesa de Schiedam, ganhou cores fortes depois que sua capela bicentenária foi transformada em uma recepção. Para dar novo uso à igreja, os arquitetos do escritório MVRDV forraram as paredes com ousadas estantes de um vermelho bastante vivo.

As estruturas estendem-se para os móveis dos novos ambientes que o espaço ganhou: cafeteria, vestiário, loja de lembranças e a recepção. Subindo do piso ao teto, destacam produtos à venda e regulam a acústica do espaço.

O edifício estilo neoclássico onde hoje funciona o Stedelijk foi inaugurado em 1787 como um abrigo para idosos e doentes. Centro da espiritualidade do lugar, o templo de 500 m² tinha um interior discreto. Reverentes à história, os profissionais do MVRDV decidiram criar um contraste claro entre o novo e o antigo.

Vem daí a cor quente dos painéis sobre as superfícies originais, que têm aparência acinzentada. A estrutura também emoldura a decoração criada pelo italiano Jan Giudici há mais de duzentos anos –  como as janelas, colunas e o órgão. Uma pequena folga garante que ela se harmonize com as linhas da construção, um pouco oblíquas.

No centro do ambiente, um enorme lustre de metal criado pelo estúdio Viabizzuno  marca o novo uso. Como a armadura de MDF, a luminária pode ser retirada sem prejuízo para a construção bicentenária. Afinal, se depender dos administradores do museu, a antiga capela vai continuar viva e mutante por mais alguns séculos.

Simplesmente fantástico, muito diferente do habitual.

fonte: http://casavogue.globo.com/Arquitetura/Edificios/noticia/2014/06/um-templo-para-arte-moderna.html

Deixe seu comentário!