Saúde – Fome noturna. Como evitar a compulsão à noite.

22.03.2017 | em saúde

 

 

fome

Ter fome a noite, mesmo após do jantar, é um hábito mais comum do que se pensa. A Síndrome da fome noturna – foi descoberta na década de 50. Essa síndrome tem como sintomas excesso de fome durante a noite, que leva a um consumo alto de calorias e ausência de fome pela manhã.

O problema pode ser causado, sobretudo, pela dificuldade em dormir. E, estudos revelam que a fome noturna está presente em pelo menos 25% da população com aumento de peso. Tanto homens quanto mulheres podem ser acometidos pela síndrome de fome noturna.

Nesse artigo irei explicar o que fazer para evitar a compulsão por comer a noite.

Compulsão Alimentar

A síndrome de fome noturna pode ser observada através de alguns sintomas que acompanham a compulsão alimentar. Veja:

_ Perda de controle sobre a quantidade de comida; Distúrbio marcado (perturbação emocional) em episódios de compulsão;  Comer mais rapidamente do que o normal (grandes quantidades de alimentos dentro de duas horas, por exemplo);  Comer até sentir-se desconfortavelmente cheio; Comer grandes quantidades de alimentos, mesmo sem sentir fome física; Comer sozinho por vergonha; Armazenar alimentos para consumir secretamente mais tarde; Nunca se sentir satisfeito ou saciado, não importa a quantidade de alimento consumido.

Além dos comportamentos descritos acima, muitas pessoas com transtorno de compulsão alimentar experimentam sintomas físicos, emocionais e sociais relacionados com a sobrealimentação.

Comer compulsivamente a noite pode resultar em maior risco de obesidade; maior risco de doença cardíaca, diabetes e hipertensão; aumento da ansiedade, depressão e irritabilidade; problemas para dormir e insônia; doença da vesícula biliar e dores musculares e articulares.

Como Tratar A Fome Noturna?

A síndrome da fome noturna pode desencadear vários problemas para a saúde e o funcionamento do corpo humano. O principal deles, é o aumento de peso e suas consequências, como obesidade, pressão alta e diabetes. Por isso, se você possui vontade de comer a compulsivamente a noite, é preciso adquirir algumas medidas para evitar essa compulsão.

Bom, sabemos que nesse caso trata-se de uma questão comportamental. Então, o primeiro passo é mudar hábitos alimentares e o estilo de vida. Confira algumas dicas para evitar esse problema:

1 – Não durma com fome. Além de atrapalhar o sono e comprometer o metabolismo, a fome poderá aumentar as chances de um ataque na geladeira pela madruga e comer tudo que tiver pela frente.

2 – Opte por comer no jantar um pouco de proteína com vegetais, que pode aumentar a melatonina e ajudá-lo a adormecer rapidamente, evitando à vontade por comer alimentos ricos em carboidratos.

3 – Evite comer doces açucarados, chocolate, carboidratos simples, suco ou frutas adoçados antes de dormir, pois pode aumentar o nível de açúcar no sangue, aumentar sua energia e você pode acordar sentindo fome no meio da noite.

4 – Opte por alimentos integrais no jantar. Pois, além de conter mais nutrientes e quantidades de fibras, deixará o organismo com sensação de saciedade, o que diminui, consequentemente, a vontade  de comer.

5 – A melatonina é uma das principais chaves para um ciclo de sono natural e saudável. Então, comer alimentos ricos em melatonina à noite como bananas, morango, tomate, rabanete e outros, pode evitar a compulsão alimentar.

6 – Coma, principalmente a noite, lentamente e sem aparelhos de distração por perto, como televisão. É importante fazer as refeições de forma lenta e mastigar bastante cada um dos alimentos.

7 – Se adapte a um horário de sono regular, tanto quanto possível – sim, mesmo nos fins de semana. À medida que seu corpo se acostuma a ir para cama e acordar às mesmas horas, você descobrirá que fica mais fácil adormecer e acordar naturalmente. Dessa maneira, você evitará vontade compulsiva por comida durante a noite.

8 – É importante ainda evitar atividades que possam atrapalhar o sono. Não tome cafeína após as 18h00, nem faça atividades físicas excessivas próximo ao horário de dormir. Além disso, não durma próximo a ruídos e outros fatores que possam te despertar o sono durante a noite.

9 – Tente reduzir o stress do dia a dia. Especialistas concordam que as questões subjacentes que levam a transtornos alimentares e compulsão alimentar estão relacionadas a comportamento compulsivo e a incapacidade de lidar com sentimentos difíceis, situações estressantes e pensamentos de preocupação.

10 – Não faça uso de bebidas alcoólicas, cigarros e outras drogas. Além de atrapalhar o sono e gerar problemas para o organismo, esses produtos induzem ao aumento de apetite e compulsão alimentar. Na maioria das vezes, a vontade de comer acontece no meio da noite.

Esta síndrome faz parte do cotidiano de muitas pessoas. É importante buscar ajuda médica e tentar alternativas para evitar o problema e suas consequências. Sua saúde agradecerá.

Fonte texto: https://drjulianopimentel.com.br/alimentação/como-fazer-para-evitar/; fonte foto: Portal Nacional de Saúde::Unimed do Brasil.

 

Deixe seu comentário!