Aprenda a reconhecer os sintomas de esgotamento nervoso.

31.05.2017 | em saúde

esgotamento

O esgotamento nervoso não é reconhecido como uma doença, no entanto, pode ser sinal de transtornos psicológicos, como ansiedade ou depressão e, por isso, saber reconhecê-lo ajuda a identificar precocemente problemas que precisam ser tratados.

Geralmente, os sintomas de esgotamento surgem quando existe excesso de estresse, impedindo o funcionamento mental correto. Assim alguns dos sinais mais comuns incluem:

  1. Dificuldade para se concentrar: o excesso de estresse esforça muito a capacidade de atenção, deixando o cérebro cansado para se concentrar quando necessário;
  2. Falta de memória: em casos mais graves, o esforço da capacidade de atenção pode alterar funções cerebrais relacionadas com a memória, tornando difícil lembrar até de informações simples;
  3. Vontade excessiva para comer: o estresse provoca alterações hormonais que aumentam o apetite, especialmente por alimentos ricos em gordura e carboidratos;
  4. Alterações intestinais: o estresse mental normalmente provoca alterações no funcionamento do intestino, levando ao surgimento de dor abdominal, diarreia, prisão de ventre ou excesso de gases;
  5. Sensibilidade a cheiros: quando a ansiedade está em níveis muito elevados os recetores olfativos ficam mais sensíveis, o que pode tornar difícil tolerar até cheiros que antigamente eram neutros;
  6. Sensação frequente de que algo mau vai acontecer: o estresse normalmente deixa os problemas mais complicado do que realmente são e, por isso, é comum o sentimento de que nada vai ficar bem;
  7. Falta de preocupação com a imagem: pessoas muito estressadas normalmente não têm energia suficiente para se preocupar com a sua própria imagem.

Além destes sinais também podem surgir sintomas físicos como batimento cardíaco irregular, dores musculares, tonturas, tosse persistente e dores de cabeça constantes, insônia.

Como é feito o tratamento

O tratamento para esgotamento nervoso depende da sua causa, mas normalmente quando é causado pelo excesso de estresse é feito com o uso remédios para acalmar e tirar um período de férias.

Durante o tratamento para esgotamento nervoso deve-se também dar preferência para alimentos ricos em triptofano, como castanha do Pará e abacate, porque eles liberam serotonina na corrente sanguínea, melhorando o bem-estar.

Obs. Sempre que sentir estes sintomas por mais de 15 dias ou meses, seria necessário fazer uma avaliação com médico e verificar qual será o melhor tratamento para o seu caso. Fique alerta!

Fonte: www.tuasaude.com

Deixe seu comentário!