Dicas para organizar armários e closets.

14.01.2016 | em atualidades

cloclo1clo2clo3clo4clo5clo6

Se você está naquele momento em que não encontra mais nada em seu armário ou closet, é sinal de que está na hora de reservar um tempo para organizá-lo. Existem profissionais especializados nesse serviço, mas mesmo assim é impossível transferir a responsabilidade de algumas tarefas. Afinal, organizar é desapegar e retirar algo de seu acervo para sempre, uma decisão estritamente pessoal. A organização simplifica o dia a dia e dá uma noção de todas as roupas que você possui. Assim, na hora de comprar algo novo você vai pensar se realmente precisa daquilo.

Primeiro passo é desapegar de algumas coisas e setorizar os seus espaços, assim vai ganhar mais espaço e deixar tudo organizado.

Se você resolveu organizar o armário ou o closet é porque não está mais conseguindo encontrar nada. Então, é preciso diminuir a quantidade de peças para conseguir manter tudo em ordem no dia a dia. “O primeiro passo é descartar tudo o que não serve mais, está muito gasto, manchado ou com algum defeito que não vale à pena consertar”, explica Ingrid Lisboa. Ana Ziccardi sugere começar do alto para baixo: “É melhor iniciar pelo maleiro ou pelas prateleiras superiores, onde geralmente ficam itens esquecidos e pouco usados”. Então, retire tudo e faça uma classificação (por modelo ou uso), separe o que não irá mais usar e limpe as prateleiras.

Agora, siga o passo a passo abaixo:

• Analise peça por peça: tudo o que não foi usado nas duas últimas estações (dois verões, dois invernos) e não faz parte da memória afetiva deve ser retirado
• Separe todas as peças para ajuste ou costura e deixe em uma sacola próxima à porta de entrada – assim não tem como esquecer de lavar para a costureira
• Se você ama uma peça que não serve mais e não poderá ser ajustada, tire uma foto e deixe em seu celular, quando estiver fazendo compras use-a como parâmetro para novas peças, mas doe a roupa, alguém poderá ser tão feliz com ela como você!
• Para descarte: peças rasgadas (que não tem conserto), manchadas e roupas íntimas usadas – coloque-as em sacos de lixo
• Para doação: peças que ainda podem ser usadas, mas não servem mais e não podem ser ajustadas, malhas com bolinhas, roupas que não foram usadas – coloque em sacolas de lojas ou sacolas plásticas lisas – ninguém gosta de receber doação em sacos de lixo

Depois de separar tudo o que fica e o que vai, dê uma olhada geral no espaço que você tem disponível. “É preciso reclassificar todo o armário ou closet para depois designar o local de cada peça”, explica Ana Zicarddi (profissional da área).

Dobre, pendure e guarde – O próximo passo é decidir o que vai ser dobrado e o que será pendurado. “Se não tiver prateleiras suficientes, sugiro utilizar cestos com etiquetas para facilitar a localização”, diz Flávia. Para dobrar e deixar tudo do mesmo tamanho, uma dica é utilizar gabaritos, disponíveis para compra em lojas especializadas. “Algumas peças podem ser organizadas nas gavetas em formato de cascata, uma sobre a outra de forma que dê para enxergar todas as peças”, diz Ingrid. Para facilitar, veja abaixo o que fica melhor pendurado ou dobrado.
O que dobrar:
• Peças de lã e linha: não podem ficar penduradas pois perdem a forma e esticam
• Camisetas de malha: por serem muito finas e pesadas também perdem a forma se penduradas
• Peças de algodão: não amassam e não marcam com facilidade, portanto podem ser dobradas
• Roupas de ginástica: não amassam
• Jeans: podem ser dobrados caso não tenha espaço suficiente para pendurá-los
• Pashmimas: dobre tendo como base a largura da peça para não criar marcas desnecessárias
• Vestidos de festa bordados ou com tule – colocar em caixas, envoltos em papel de seda
• Pijamas e camisolas
• Roupas íntimas.

O que pendurar:
• Roupas de tecidos delicados (seda, crepe, cetim, etc.)
• Calças de alfaiataria
• Casacos pesados
• Blazers
• Vestidos em geral (se forem de malha, pendurar pela metade para não esticarem)
• Saias.

Utensílios que valem à pena investir – Alguns itens ajudam a deixar o armário ou o closet em ordem, mas saiba o que realmente vale à pena comprar e como utilizá-los de maneira mais eficiente:
• Colmeias organizadoras: permitem que peças pequenas, como lingerie, ou difíceis de manterem no lugar, a exemplo de blusas de ginásticas, permaneçam organizadas, além de maximizar o espaço de gavetas e prateleiras
• Cabides: a padronização de cabides por tipo de peça, além de conservar melhor as roupas, proporciona harmonia visual e ao olhar para o armário seus olhos vão direto para as peças desejadas, economizando segundos preciosos
• Caixas e cestos: existem de todos os tipos e tamanho. Transformam prateleiras em gavetas, facilitando o acesso e a manutenção da organização
• Capas protetoras: como o próprio nome diz, protegem as roupas da poeira e da luz.

Mantenha em ordem no dia a dia

Para não acabar com a arrumação logo na primeira semana, avalie como é sua rotina antes de organizar o armário ou closet. “Tudo o que se usa com maior frequência deve ficar ao alcance das mãos e dos olhos. Assim, perde-se menos tempo ao se vestir”, conta Ana. Por isso, é importante setorizar os espaços por modelo e cor. Dessa forma, não é preciso tirar tudo do lugar para encontrar uma determinada peça. Além disso, esse jeito de organizar gera economia, pois basta verificar o armário para saber a quantidade de peças que se tem e o que é preciso comprar, evitando gastos desnecessários.

E para quem tem cômoda?

A cômoda pode ser uma boa opção para quem já esgotou o espaço do armário ou closet. Geralmente, fica mais próxima da cama, por isso, capriche na escolha do modelo e deixe adecoração ainda mais charmosa. Esse móvel facilita a rotina, pois pode abrigar peças menores e úteis no dia a dia.

Organize assim:

• Deixe as gavetas de cima para lingeries e regatas usadas como segunda pele
• Nas intermediárias, coloque pijamas e roupas de praia
• Nas mais baixas, organize as roupas de cama ou malhas de lã (são muito volumosas e pouco usadas).

E se acabou o espaço e ainda há coisas para guardar?

O ideal é tentar desapegar o máximo possível para conviver bem com o espaço que se tem em casa. “Sempre que comprar alguma coisa, tente doar outra. É bom trocar a energia e repassar as coisas porque muita gente precisa. Uma ideia bacana é fazer um bazar e até reverter a renda para caridade”, diz Flávia. Caso não seja possível, Ingrid dá outra dica: “Pode-se fazer um rodízio de roupas por estação, guardando em caixas ou sacos a vácuo o que não se está sendo usado no momento”. É possível também incluir um pequeno baú no décor ou utilizar cabideiros atrás da porta.

Aí estão algumas dicas que podem facilitar sua vida no que se refere a organização do espaço. Só colocar em pratica!

Fonte: http://casavogue.globo.com/Interiores/Ambientes/noticia/2016/01/dicas-para-organizar-armarios-e-closets.html

Deixe seu comentário!